Home > Neymar no Real Madrid seria grande golpe para o Barcelona, diz Messi

Neymar no Real Madrid seria grande golpe para o Barcelona, diz Messi


quarta-feira, 16 maio 2018

Seria duro para o Barcelona se Neymar trocasse o Paris Saint-Germain pelo Real Madrid, disse nesta terça-feira Lionel Messi, ex-companheiro de equipe do brasileiro.

O argentino, que venceu a Liga dos Campeões e dois de seus títulos da Liga Espanhola com Neymar ao seu lado no Barcelona, disse que conversou com o brasileiro sobre rumores de um possível retorno à Espanha.

    “Seria terrível, por conta de tudo que Ney significa para o Barcelona”, disse Messi à TyC Sports, da Argentina. “Se ele for para o Real Madrid será um grande golpe para nós. E em um nível futebolístico, o Real estaria muito mais forte do que já está”.

    Quando perguntado se havia dito para o brasileiro nem mesmo pensar em ir para Madri, Messi disse sorrindo: “Ele sabe o que eu penso, já disse para ele!”.

    Neymar deixou o Barcelona em agosto, se tornando o jogador mais caro do mundo, em uma transferência que irritou muitos torcedores do Barcelona.

    Ainda assim, relatos da mídia de que ele poderia deixar a capital francesa e se mudar para Madri têm circulado há meses, fazendo com que o presidente do PSG declarasse mais cedo nesta semana que Neymar estará “2000 por cento” em Paris na próxima temporada.

    O brasileiro se negou a falar sobre a especulação e disse que está se concentrando na recuperação de uma lesão no pé para a disputa da Copa do Mundo, no mês que vem.

    Messi, cinco vezes melhor do mundo, afirmou que está ansioso para o torneio na Rússia e que está mirando no mínimo uma vaga na semifinal para a Argentina.

 

    Derrotada na final há quatro anos no Brasil, a Argentina não conquista um grande título internacional desde 1993, quando ganhou a Copa América.

    A seleção chegou à final da mesma competição em 2015 e 2016, mas perdeu ambas e Messi disse que os fracassos consecutivos tiveram grande peso.

    “É um peso que carregamos e nós queremos superar isto”, disse.

    A Argentina estreia sua campanha na Copa do Mundo contra a Islândia em 16 de junho e então enfrenta Nigéria e Croácia.

    A seleção argentina tem lutado para encontrar boa forma sob comando de Jorge Sampaoli, que assumiu no ano passado e ganhou somente cinco de seus 10 jogos como técnico.

    A Argentina derrotou a Itália por 2 x 0 em amistoso em março, mas esta vitória foi ofuscada por uma derrota por 4 x 2 para a Nigéria e um massacre por 6 x 1 para a Espanha.

 

    A Espanha é uma das favoritas para vencer o torneio, disse Messi, junto com Brasil, Alemanha e França.

Fonte: Agência Reuters

Compartilhe!